18 dezembro 2010

Nestes dias que antecede o Natal todos nos ficamos com a sensibilidade a flor da pele

PEDIDO DE CRIANÇA

Papai quero um brinquedo
nem espada, nem canhão
nem metralha nem revólver
nem foguete, nem rojão
quero lápis e caderno
p'rum dia eu ser cidadão

Enquanto houver palhaço
e a criança a dar risada
e a Fada Madrinha
vencer a Bruxa Malvada
vou por a jardineira
e com o lápis de cor
pintar as cores da vida
no arco-íris do amor

Porque agora é tempo
de fazer revolução
vamos todos pra escola
sem nenhuma objeção
venha logo sem demora
caderno e lápis na mão.

Marçal Filho/Saulo Campos